11
Jan 10
Por

Michael Seufert

, às 12:41 |

Entendo que a liberdade de imprensa é uma liberdade negativa, i.e., entendo-a como a liberdade de não ser proibida a informação. Isso também quer dizer que não há um direito positivo a que alguém nos informe. (Temos depois a questão dos órgãos de informação estatais, mas ficará para outra ocasião)

Posto isto, cada cidadão tem o direito de recusar informar quem quer que seja. Tenho é dúvidas que o mesmo se passe com titulares de órgãos públicos. Não no âmbito da liberdade de imprensa, mas no do dever de informação. Além disso tenho ainda mais dúvidas que seja aceitável um titular de um órgão público pré-condicionar uma entrevista.

Levantam-se estas questões a propósito da conduta do primeiro-ministro: dá entrevista para a propaganda do costume, mas recusa falar dum determinado tema. É pena é que os jornalistas alinhem.

Tags:

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




Na última fila da bancada do CDS-PP sentaram-se no primeiro dia, por acaso ou providência, os quatro deputados mais novos da bancada. Juntam-se virtualmente neste espaço para continuar as discussões após o fim dos trabalhos. Junte-se, leia e debata as opiniões dos deputados… Da última fila.
Autores
Cecília Meireles Graça
Filipe Lobo d´Ávila
João Pinho de Almeida
Michael Seufert
Arquivos
Pesquisar
 
Subscrever feeds