06
Jan 10
Por

Filipe Lobo d´Ávila

, às 15:36 | comentar

O Governo prepara-se para aprovar um Decreto-Lei que prevê a interrupção de actos processuais e suspensão dos prazos entre 15 e 31 de Julho, mantendo-se o período de férias judiciais de 1 a 31 de Agosto.

 

Uma decisão que só peca por ser tardia. Simultaneamente, o novo mapa judiciário do PS também está em reavaliação.

 

Será que alguém ainda se recorda do primeiro discurso do Primeiro-Ministro José Sócrates (sobre as férias judiciais) ou mesmo que o actual Ministro da Justiça era, nada mais nada menos, que o anterior Líder Parlamentar do PS ? 

 

É caso para dizer que o actual Ministro da Justiça pretende passar uma esponja sobre  a governação socialista dos últimos quatro anos e meio.

 

Veremos para onde o Ministro da Justiça quer ir...  


Hoje estava a ler uns apontamentos de Processo Civil em virtude dos exames para a ordem que vou ter....

Vi essa das ferias em Julho e apeteceu-me rir......

E ainda para mais com ferias em Agosto

Mas dizem que os Juizes nao vao de ferias! Assim está bem!
Francisco Castelo Branco a 6 de Janeiro de 2010 às 21:29

Na última fila da bancada do CDS-PP sentaram-se no primeiro dia, por acaso ou providência, os quatro deputados mais novos da bancada. Juntam-se virtualmente neste espaço para continuar as discussões após o fim dos trabalhos. Junte-se, leia e debata as opiniões dos deputados… Da última fila.
Autores
Cecília Meireles Graça
Filipe Lobo d´Ávila
João Pinho de Almeida
Michael Seufert
Arquivos
Pesquisar